PUBLICIDADE

Aniversário do Rio: Arquitetas indicam seus locais preferidos na cidade

Por Revista Síndico
Última atualização: 01/03/2021
,

Rio de Janeiro visto de cima
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Vai conhecer o Rio de Janeiro? Nada melhor do que dicas de moradores para aproveitar o melhor da Cidade Maravilhosa! Conversamos com 10 arquitetas cariocas que escolheram o Rio para viver e recomendar lugares que você precisa visitar. Os espaços são focados em boas experiências de arquitetura, de paisagismo e de gastronomia. Confira:

 

1. Café Plage 

vista do parque lage e corcovado
Parque Lage, onde fica o Café Plage, no Jardim Botânico (Foto: Fwellisch / Wikimmedia Commons)

A arquiteta carioca Bianca da Hora recomenda tomar café da manhã no estabelecimento, que fica dentro do Parque Lage. “Localizado no Jardim Botânico, o espaço é repleto de palmeiras imperiais e lagos, e ainda conta com um belíssimo palacete. Tudo isso aos pés do Cristo Redentor. É bom chegar bem cedo para garantir uma mesa, mesmo durante a semana, pois costuma lotar”, ela aconselha.

 

2. Centro Histórico 

praça xv - paço imperial
Paço Imperial na Praça XV, no Centro Histórico do Rio (Foto: Carlos Luis M C da Cruz / Wikimmedia Commons)

A boliviana Vivian Reimers, que escolheu morar no Rio há mais de 12 anos, aconselha uma volta pela região central. “Lá encontramos magníficos edifícios do período colonial que contam a história de colonização do país. Sempre que posso, faço um pequeno roteiro a pé, começando no Paço Imperial na Praça XV, pelas igrejas de Nossa Senhora do Carmo da antiga Sé, a Ordem Terceira da Nossa Senhora do Carmo e a Candelária”, ela diz. Na programação, ela também inclui as demais igrejas, o Arco do Teles, restaurantes da Travessa do Comércio, centros culturais, a famosa Confeitaria Colombo e o Real Gabinete Português de Leitura.

 

3. Instituto Moreira Salles (IMS) 

instituto moreira salles na gávea
Instituto Moreira Salles (IMS) na Gávea, Rio de Janeiro (Foto: Halley Pacheco de Oliveira / Wikimmedia Commons)

Localizado na Gávea, o local foi residência da família Moreira Salles. Seu projeto, da década de 1940, é assinado por Olavo Redig de Campos. “O que me chama a atenção, pelo olhar arquitetônico, é a suntuosidade aliada ao conforto. Há espaços iluminados e arejados por brises, treliças e um magnífico cobogó e colunas revestidas de mármore branco”, comenta a arquiteta May Lee Chaves. “Em todo o projeto há detalhes, como as maçanetas das portas em latão, moldadas pela mão do embaixador que, apesar das diferenças anatômicas, encaixam-se em qualquer mão.” A casa ainda conta com um jardim e espelho d’água com um painel de azulejos, ambos desenhados pelo paisagista Roberto Burle Marx.

 

4. Museus Castro Maya 

museus castro maya - museu do açude
Museu do Açude, no complexo Museus Castro Maya (Foto: Halley Pacheco de Oliveira / Wikimmedia Commons)

O Museu do Açude e o Museu da Chácara do Céu (em Santa Tereza), localizados no bairro Alto da Boa Vista, reúnem coleções do empresário e colecionador Raymundo Ottoni de Castro Maya. Em 1962, ele criou uma fundação para preservar as suas peças, hoje expostas nos estabelecimentos. A dica do passeio é da paisagista Anna Luiza Rothier.

 

5. Pão de Açúcar

vista do pão de açúcar do rio de janeiro
O Pão de Açúcar oferece o famoso passeio de bondinho (Foto: Pixabay / Thiago Ibrahim / CreativeCommons)

Clássico, o destino está no coração da arquiteta carioca Ana Cano Milman. “Ele é emblemático como ponto turístico, mas também como paisagem. Estando lá em cima ou de vários pontos do Rio conseguimos vê-lo. É um convite à fazer reflexões”, ela diz.

 

6. Parque Municipal do Penhasco Dois Irmãos 

parque municipal do penhasco dois irmãos
Caminhos dentro do Parque Municipal do Penhasco Dois Irmãos levam até mirantes de praias cariocas (Foto: Flickr / Márcio Cabral de Moura / CreativeCommons)

O espaço possui diversos mirantes com vista para a cidade, incluindo as praias do Leblon e Ipanema. “Como não há lanchonetes no trajeto, o ideal é você levar sua água e um lanchinho se quiser passar mais tempo por lá”, indica a arquiteta Cristina Bezamat. A entrada é gratuita e há pequenos estacionamentos em alguns pontos do parque, mas também é possível chegar de bicicleta.

 

7. Restaurante Bira de Guaratiba 

vista da restinga da marambaia
O restaurante Bira de Guaratiba oferece uma vista para a Restinga da Marambaia, região afastada do Rio (Foto: Diego Baravelli / Wikimmedia Commons)

O local fica afastado dos principais cartões-portais, mas, segundo a arquiteta Marina Romeiro, oferece uma das melhores vistas da cidade. “É um lugar simples e rústico, mas de culinária farta e deliciosa, com uma vista da Restinga da Marambaia de tirar o fôlego. A paisagem faz você achar que parou no tempo: um Rio de Janeiro intocável e bem preservado”, ela comenta.

 

8. Restaurante Laguna 

vista da ilha da gigóia
O restaurante Laguna fica na Ilha da Gigóia, na Lagoa da Tijuca (Foto: Flickr / Leandro Neumann Ciuffo / CreativeCommons)

“Se você quer uma experiência diferenciada, sugiro o restaurante Laguna, na Ilha da Gigóia. É preciso pegar um barco do próprio restaurante para chegar até ele. A casa é especializada em frutos-do-mar, tudo de muito boa qualidade”, afirma Kelly Figueiredo, do escritório Make Arquitetura.

 

9. Sítio Burle Marx 

sítio do Roberto Burle Marx
Sítio Roberto Burle Marx (Foto: Halley Pacheco de Oliveira / Wikimmedia Commons)

A recomendação da arquiteta Bitty Talbot, sócia da Brise Arqutitetura, é visitar o espaço, que fica na Barra de Guaratiba. São mais de 400 mil m² de área protegida por ter uma das mais importantes coleções de plantas tropicais e semitropicais do mundo. Estima-se que há cerca de 3,5 mil espécies.

 

10. Theatro Municipal  

teatro municipal do rio de janeiro
Theatro Municipal do Rio de Janeiro (Foto: Guilherme Lobo / Wikimmedia Commons)

A dica da arquiteta Virna Carvalho é um passeio pelo teatro, localizado na Cinelândia. “O conjunto arquitetônico de estilo eclético já vale a visita. Ideal mesmo é poder conciliar com a programação de eventos, que está temporariamente suspensa por causa da pandemia. Particularmente, gosto das apresentações de balé, ópera e orquestra”, ela revela.

 

Fonte: Casa e Jardim

Imagem: Freepik

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE