PUBLICIDADE

Em 96 municípios, prefeitos eleitos não assumiram cargo

Por Revista Síndico
Última atualização: 04/01/2021

Dia de posse: em 96 municípios, prefeitos eleitos não assumiram cargo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


Esta sexta-feira (1º) foi dia de posse dos vereadores eleitos em todo o país e dos prefeitos em 5.472  municípios. Em 96 prefeituras, a chapa eleita não teve o registro deferido pela Justiça Eleitoral e, por isso, temporariamente, quem assume o Poder Executivo é o presidente da Câmara de Vereadores.

Nas 26 capitais estaduais, a maior parte das posses ocorreu durante a tarde e sem público, para evitar aglomeração. Por causa da pandemia da covid-19, em diversos municípios os vereadores tomaram posse em cerimônias virtuais. Os prefeitos foram eleitos em novembro menos em Macapá, onde um apagão que durou três e adiou a eleição para dezembro. Na capital do Amapá, o prefeito Antônio Furlan (Cidadania) e a vice Mônica Penha (MDB) assumiram os cargos nesta sexta-feira.

Na região Norte, em Belém, tomaram posse o prefeito Edmilson Rodrigues (Psol) e o vice Edilson Moura (PT). Em Boa vista, assumiram a prefeitura Arthur Henrique e o vice Cássio Gomes (MDB). Em Manaus, o novo prefeito David Almeida (Avante) tomou posse junto com o vice Marcos Rotta (Avante). Em Palmas, começou um novo mandato de Cinthia Ribeiro (PSDB), com André Gomes, do Avante, como vice-prefeito. Em Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB) foi reeleito e tomou posse junto com Mauricio Carvalho (PSDB). E em Rio Branco, assumiram os cargos de prefeito Tião Bocalom (Progressistas) e a vice Marfisa Galvão (PSD).

No Nordeste, em Aracaju, tomaram posse o prefeito reeleito Edvaldo Nogueira (PDT), e a vice-prefeita Katarina Feitosa (PSD). Em Fortaleza, quem assume a prefeitura é Sarto Nogueira (PDT) com Élcio Batista (PSB) como vice. João Pessoa também tem nova gestão na prefeitura, com Cicero Lucena (Progressistas) e o vice Leo Bezerra (Cidadania). Em Maceió, tomaram posse o prefeito JHC (PSB), e o vice Ronaldo Lessa (PDT). Em Natal, o ex-vice-prefeito Álvaro Dias (PSDB), que já tinha assumido a prefeitura, agora tomou posse para um mandato inteiro como titular, com Aíla Cortez (PDT) como vice. Em Recife, tomou posse o prefeito mais jovem nas capitais do país. João Campos (PSB) tem 27 anos. A vice dele é Isabella de Roldão (PDT). Em Salvador, o ex-vice-prefeito Bruno Reis (Democratas) assumiu a chefia do Executivo, com Ana Paula Matos (PDT) como vice. Em São Luís, o novo prefeito é Eduardo Braide (Podemos), com Professora Esmênia (PSD) como vice. E, em Teresina, tomaram posse o novo prefeito Doutor Pessoa (MDB), que é o mais velho entre os prefeitos das capitais, e o vice Robert Rios (PSB).

No Centro-Oeste, tomaram posse em Campo Grande o novo prefeito Marquinhos Trad (PSD), e a vice Adriane Lopes (Patriota). Em Cuiabá, quem assumiu a prefeitura foi Emanuel Pinheiro (MDB), com José Roberto Stopa (PV), como vice. Em Goiânia, a posse do prefeito Maguito Vilela (MDB) foi virtual, porque desde setembro ele está internado em São Paulo, com covid-19, sem conseguir sequer falar. Logo depois da posse, ele pediu licença médica e passou o comando da capital de Goiás para o vice, Rogério Cruz (Republicanos).

Nas capitais do Sul do país, o prefeito reeleito em Curitiba, Rafael Greca (Democratas), tomou posse para o novo mandato, junto com o vice Eduardo Pimentel (PSD). O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (Democratas) também foi reeleito e tomou posse no segundo mandato junto com o vice Topázio Silveira Neto (Republicanos). Já em Porto Alegre, teve mudança na prefeitura, com Sebastião Melo e o vice Ricardo Gomes (MDB).

E, no Sudeste, em Vitória, tomaram posse Delegado Pazolini e a vice Capitã Estéfane (Republicanos). E o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, que foi reeleito no primeiro turno, tomou posse no segundo mandato, com Fuad Noman Filho. Os dois são do PSD.

 

Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/

Produção: Marcela Rebelo

Edição: Ana Pimenta

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE