PUBLICIDADE

Dicas para você deixar sua casa mais organizada

Por Revista Síndico
Última atualização: 15/04/2021
,

organizacao-em-casa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A pandemia da COVID-19 fez com que muita gente passasse mais tempo em casa. Com isso, olhar para dentro virou um exercício, muitas vezes inédito. Além disso, as rotinas diárias de organização também mudaram muito, afinal, mais tempo em casa significa utilizar muito mais os espaços internos. Assim, ter uma boa organização virou estratégia fundamental para uma boa convivência diária, seja ela em família ou entre “roomates”. 

Nesse contexto, o ofício de personal organizer despontou como um dos favoritos do período pandêmico. Não há dados oficiais sobre a profissão, mas a OZ!, escola pioneira no Brasil de treinamento dos “POs”, como são chamados, estima que, hoje, existam cerca de dois mil profissionais deste tipo atuando exclusivamente nesta função.

Com todas as pessoas voltadas para as suas casas, organizar virou uma prioridade para todo mundo. Desta forma, a indústria como um todo: cursos, produtos e principalmente contratação de profissionais; teve um aumento significativo na procura e nas vendas”, conta a personal organizer paulistana e especialista em mudança de mindset, Roberta Andrade.

mulher sorrindo com os braços cruzados
Segundo Roberta Andrade, com todas as pessoas voltadas para as suas casas, organizar virou uma prioridade para todo mundo.

Para ela, definitivamente, antes da pandemia, as pessoas estavam acostumadas a passar o dia todo fora, a delegar as tarefas dos filhos, a comer fora, a ter alguém para limpar… “Uma vez dentro de casa e sem a possibilidade de chamar alguém para ajudar, com novas rotinas, sejam elas domésticas, escolares ou empresariais, tudo ficou junto e misturado, fez com que o mundo todo precisasse de algum tipo de organização”, relata.

A opinião é compartilhada pela dupla de personal organizers Milla Camargo e Didi Oliveira, que resolveram criar a Midi, empresa do ramo da organização, em maio do ano passado, em plena pandemia. E para quem acha que começar um negócio durante a pandemia é um erro, a dupla prova o contrário, pois desde que inauguraram, já atenderam os mais variados tipos de clientes. Parece que a organização está mesmo na moda! 

homem e mulher de máscara
Milla Carmargo e Didi Oliveira criaram a Midi e adaptaram as vistorias através de atendimento remoto

“Hoje, temos de adaptar as vistorias com atendimento remoto, pois muitas pessoas ainda têm receio de ter gente entrando em suas casas. Por outro lado, o atendimento on-line segue em alta. A pandemia fez com que as pessoas passassem a olhar e a usar mais suas casas. E querer cuidar, organizar. Nesse sentido, a demanda é crescente”.

Para a profissional, um dos grandes estigmas dessa área está no mito de que o personal organizer é apenas para uma “elite”. “Não é. Hoje em dia, com a correria, temos certeza absoluta que existe serviço para todos os orçamentos”, afirma.

O faça você mesmo da organização

No streaming, a organização profissional também ganhou peso com programas de dicas que ganharam as telinhas, especialmente o da escritora japonesa Marie Kondo, que virou febre ano passado na Netflix. A guru da organização é autora de vários best sellers sobre o assunto, criou programas de auxílio e promete uma nova série ainda esse ano. E se você é daqueles que gosta de ver vídeos na internet ou séries e  fazer por sua própria conta, o mundo da organização também está de portas abertas.

Em Brasília, a funcionária pública Mona Martins provou que mesmo sem personal organizer, é possível, sim, se organizar. Em abril de 2020, assim como boa parte dos brasileiros, a bancária viveu uma situação nova e inesperada: o confinamento e o home office, ao lado do marido e também da irmã, que passou uma temporada na mesma casa do casal por conta da pandemia. 

moça no deck
Em Brasília, Mona Martins provou que mesmo sem personal organizer, é possível, sim, se organizar. E começou durante a pandemia!

Para que a convivência não se transformasse em transtorno, Mona fez mudanças na casa e criou uma divisão de tarefas muito bem organizada para todos.  “Primeiro, tive que organizar o home office, pela questão da necessidade imperativa de ter que trabalhar em casa. Além de reorganizar o espaço físico para que cada um pudesse ter seu local de trabalho e privacidade, tivemos que reorganizar a rotina com novos horários. Passamos a nos preocupar com as refeições, a ter mais cuidado com a limpeza, a ter dias certos para cada coisa, e a sempre manter os espaços limpos para que a convivência fosse a melhor possível”, explica.

Assim, Mona reorganizou as tarefas domésticas e criou uma nova rotina. “A gente tinha atividades que cada um era responsável e tentávamos fazer mudando semanalmente para não ficar muito entediante. Se numa semana eu ficava com a louça, na outra, alguém ficava com ela”, conta Mona.

E além da organização de tarefas, é claro, tem a organização do espaço. Foi aí que a Marie Kondo dentro da bancária veio com força total. Mona gradativamente foi ajeitando a casa, principalmente por entender que o espaço precisava de alguns toques para melhorar a convivência.

“Eu percebi que a gente não tinha lugares para sentar! Então, comprei e montei eu mesma um jogo de estofados para a varanda. O tapete, as outras coisinhas, eu fui encomendando pela internet e conforme ia chegando, eu montava os cantinhos. Eu sempre procurava investir muito em objetivos pessoais, mas depois fui vendo como era legal ter uma casa com uma estrutura bacana, para de fato ter um espaço meu que independe de qualquer adversidade”, explica Mona, que depois de alguns meses, após o retorno de algumas atividades, se empolgou de vez, e decidiu construir um ofurô na parte de fora da casa: “Organizar a casa, também é organizar a vida”, resume.

DICAS DOS ESPECIALISTAS

Nossa equipe pediu aos especialistas dessa matéria que compartilhassem dicas práticas de organização para o dia a dia. Vem ver!

Dicas da Milla Camargo e do Didi Oliveira:

1 – Padronize cabides;

2 – Cada coisa tem seu lugar é só descobrir qual é o lugar certo;

3 – Mantenha a casa limpa;

4 – Exercite o desapego;

5 – Monte um cantinho do café – seja na copa, sala ou cozinha;

6 – Nunca, jamais deixe a roupa no cabide da lavanderia;

7 – Arrume suas gavetas de acordo com peças e cores;

8 – Para o casal: guarda-roupas separados, se possível!;

9 – Tenha sempre um cesto da bagunça no quarto dos pequenos;

10 – Nunca misture itens de limpeza com a despensa de alimentos;

E dica extra: contrate um personal organizer.

Dicas da Roberta Andrade:
1- Comece a organizar seu dia no dia anterior;
2- Não deixe para última hora, muito menos para depois;
3- Organize algo todos os dias, uma gaveta que seja;
4- Tenha uma rotina diária, para você e para sua família;
5- Faça uso de listas: listas de tarefas, de compras, de desejos;
6- Crie o hábito de jogar o lixo direto no lixo, não deixe o papelzinho na mesa;
7- Anote seus gastos e provisões de gastos para não perder nenhum prazo;
8- Faça uso de ferramentas como agenda eletrônica, gerenciador de tarefas e blocos de notas;
9- Desapegue de tudo que não te agrega!;
10- Se não tá fácil caminhar sozinha, busque ajuda!

Por: Mario Camelo

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE