PUBLICIDADE

Dicas para ser um corretor de sucesso

Por Revista Síndico
Última atualização: 30/08/2021
,

front-view-couple-looking-for-a-house (1)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dia 27 de agosto foi comemorado o Dia do Corretor e da Corretora de Imóveis, profissionais que têm a importante missão de ajudar os interessados em alugar ou comprar um novo lar. E como já citamos aqui esta semana, a função está em alta, atraindo cada vez mais interessados. Vamos relembrar alguns números que comprovam esta tendência: de acordo com o Creci-RJ, de janeiro a agosto deste ano cerca de ano cerca de 2.467 novos corretores obtiveram o registro para atuar na profissão, alta de 60% ante o mesmo período de 2020. Atualmente, há mais de 51 mil profissionais ativos no estado do Rio de Janeiro, dos quais 32% são mulheres. Já com relação ao número de corretores no país, dados do Cofeci (Conselho Federal dos Corretores de Imóveis) indicam que há 430.762 profissionais ativos e 54.300 imobiliárias. Para se ter ideia do crescimento, em junho de 2020 estes totais eram de 397.041 e 50.436 respectivamente (alta de 8,4% de credenciados em um ano). Já o avanço das imobiliárias foi de 10,76%, segundo com o conselho.

Manoel da Silveira Maia, presidente do Creci-RJ, comenta que os excelentes resultados do setor têm impulsionado o interesse pela profissão. Porém, ele lembra que é preciso se aprimorar, se dedicar aos estudos de forma constante e conhecer bem o mercado. “O corretor de imóveis assessora o cliente em todas as etapas do negócio, da captação até a concretização da negociação. Dessa forma é necessário estar bem preparado, especialmente em relação à documentação para uma análise criteriosa, e, assim transmitir segurança e confiança ao cliente”, orienta Maia.

Alex Martins, gerente Comercial da Lowndes Condomínios e Locações, ressalta que Brasil é um país de muitos processos e os contratos são densos e complexos. “Por isso o corretor é essencial”, analisa Martins. Ele complementa que o profissional também tem expertise em administração, relacionamento e em noções de Direito. “Transações imobiliárias, além do conceito econômico, trazem uma importante carga emocional e sentimental para a parte interessada. Basta pensar no famoso dito popular ‘quem casa quer casa’”, brinca o executivo da Lowndes. Neste sentido, conquistar um novo imóvel (seja alugado ou comprado) é um marco decisivo na vida de recém-casados, de aposentados ou empreendedores começando ou ampliando um negócio.

Vivência do corretor

Renata Stella, corretora da Aspa, conta um pouco sobre o seu dia-a-dia. “O cenário mais comum é o proprietário que quer pedir um valor acima do que realmente o imóvel vale e o cliente que quer comprar um imóvel com as melhores características possíveis e por um valor abaixo do que vale. Esses grandes negócios existem, pois há casos em que as pessoas têm urgência em vender e não podem esperar que apareça alguém que pague o preço justo, então vende abaixo, mas isso é muito mais raro, é exceção”, afirma.

Ela destaca que uma das tarefas é equilibrar as expectativas diante da realidade. Ou seja, encontrar um imóvel que seja mais próximo do esperado e somente procurar um cliente quando é algo que realmente ele possa se interessar. “A gente estuda os desejos, entendendo o que eles esperam e merecem. Outro diferencial é acompanhar o cliente em toda a sua jornada de compra, dar feedbacks e oferecer ajuda. Saber se relacionar é um grande diferencial”, relata a corretora.

homem sorrindo
Destaque ainda para a necessidade de atualizar os conhecimentos, em especial os ligados às novas tecnologias.

Para quem deseja trabalhar no segmento, Gustavo Araújo, gerente de negócios da Apsa, dá algumas recomendações. “O corretor precisa entender de todas as questões técnicas e jurídicas que envolvem uma transação, desde análise da documentação, etapas dos processos de financiamentos imobiliários, consórcios, liberação do FGTS, impostos e taxas que podem incidir, até a elaboração de contratos adequados a cada tipo de negócio”, observa Araújo. Ele destaca ainda a necessidade de atualizar os conhecimentos, em especial os ligados às novas tecnologias. Segundo o executivo da Apsa, a faixa de renda dos corretores tem variado entre R$ 4 mil e R$ 10 mil por mês.

Características do corretor de sucesso

Para finalizar esta coluna especial de Dia do Corretor, reunimos mais dicas do Creci-RJ para os interessados em alcançar o sucesso na profissão. Confira:

– Primeiro de tudo é saber ouvir a história do cliente, escutar seus anseios, necessidades, trocar ideias, encontrar um ponto comum de interesse para criar um diálogo permanente com o cliente. Sem diálogo, não existe venda nem corretagem bem feita. Deve ser criado um relacionamento de forma a permitir a troca de experiências e atendimento às necessidades.

– Indo além, o corretor de imóveis precisa gostar do que faz. É preciso ter orgulho dessa profissão tão importante para o desenvolvimento do país.

– Em termos práticos, todo corretor de imóveis de sucesso deve conhecer bem o produto antes de vendê-lo, seja casa, apartamento ou terreno. Assim como o gosto de cada cliente. Confiança, honestidade, caráter, profissionalismo e atitude devem andar de mãos dadas.

– Outro ponto indispensável: deve-se atentar às normas que regem a profissão e aos direitos aos quais os corretores são submetidos, visto que a classe responde civil e criminalmente por suas atitudes.

– Ética. Se o corretor vende o bem mais valioso para a maioria das pessoas, é preciso tornar esse momento o mais especial possível, desde o primeiro atendimento até a venda. Falar sempre a verdade, agir de forma transparente, ter princípios e valores bem definidos.

– Organização. Principalmente em se tratando de carteira de clientes. A venda de um imóvel não acontece em curto prazo, logo, o corretor tem que estimular o relacionamento, organizar o contato com os clientes. O corretor precisa criar uma rotina de trabalho.

– Aperfeiçoamento. O corretor precisa estar bem treinado, buscar o aprimoramento de forma constante, conhecer bem os imóveis, sobre financiamento, legislação e estar sempre atualizado com o mercado e, principalmente, participar dos cursos oferecidos por seu conselho profissional.

– Dedicação. Toda pessoa de sucesso é persistente e comprometida. Nessa profissão, é necessário ser resistente às frustrações, pois haverá muitas negativas antes de chegar ao sim.

 

Fonte: O Dia

Imagens: Freepik

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE