PUBLICIDADE

Aluguéis residenciais de Maceió começam a desacelerar

Por Revista Síndico
Última atualização: 18/07/2022

portrait-of-young-couple-with-cardboard-boxes-at-new-home-moving-house-concept
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Estudo de inteligência imobiliária realizado pela APSA  líder nacional em gestão de propriedades urbanas – mostra que após meses sucessivos de aumento no valor do aluguel anunciado, os proprietários estão baixando os valores. No bairro de Pajuçara, por exemplo, o metro quadrado médio estava saindo no mês de maio a R$ 35,57. Doze meses antes, tinha o preço médio de R$ 24,95. Ou seja, após subir 43% no período, hoje está saindo 10% a menos do que em abril, quando chegou ao valor médio de R$ 39,74. A título de exemplo, um imóvel de 100 m² no bairro teria hoje o aluguel médio de R$ 3.560,00.

Outro exemplo, é no bairro Ponta Verde, com o metro quadrado a R$ 39,15. O valor está 2% menor do que o verificado em abril. A queda vem após uma subida anual de 52%, quando custava em torno R$ 25,69. Farol também tem queda de 6%, com preço médio anunciado em R$ 25,25, mesmo tendo mantido os mesmos preços desde 2021. Jatiúca é outro bairro com valores 7% menores, a R$ 39,81 por metro quadrado, após o aumento de 44% em 12 meses, saindo do valor de R$ 27,68 e chegando ao patamar atual. Barro Duro também teve queda de 8% nos anúncios e em maio os aluguéis foram anunciados em média a R$ 28,92. Gruta de Lourdes também caiu 9%, após um aumento de 89% no ano, saindo de R$ 13,21 e chegando a R$ 25,03. Já o bairro de Mangabeiras segue aumentando e chega a R$ 41,03/ m², valor 17% maior do que o verificado em abril e 65% maior do que maio de 2021.

Para esse estudo, foram analisadas 350 ofertas de apartamentos de 1 a 4 dormitórios no mês de maio. Ao comparar o valor mais alto que se encontra no bairro de Cruz das Almas (R$/m² 44,36) versus o valor mais baixo no bairro de Serraria (R$/m² 17,61) verifica-se uma diferença de -60,3%.

Vale ressaltar que os valores médios de aluguel são diferentes para unidades de 1,2, 3 ou 4 quartos. Em Farol, por exemplo, os valores médios de um imóvel de 1 quarto são na faixa de R$ 55,00. De dois dormitórios, R$ 26,36; três dormitórios, R$ 24,93; e quatro dormitórios, R$ 22,70. Nesse bairro, o maior volume de ofertas era para imóveis de três dormitórios, em maio.

Em maio, a quantidade de imóveis alugada no município reduziu em 7,1 % em relação a abril. Com relação a maio de 2021, houve aumento de 30% no volume de unidades.

E quanto ao tempo para alugar, há uma considerável diminuição no período em que os imóveis ficam vagos, à espera de um inquilino. Analisando imóveis residenciais de três dormitórios em Mangabeiras, verifica-se que enquanto no período anual de junho de 2020 a maio de 2021 o período era de 35 dias, de junho de 2021 a maio de 2022 foi apenas de 13 dias, uma redução foi de 62,9%.

Já em vendas, com relação a abril, apenas três bairros tiveram redução nos preços: Pajuçara com o metro quadrado médio em R$ R$ 8.811 (-1%), Ponta Verde, em R$ 8.160 (-2%) e Serraria, em R$ 3.617,00 (-1%). Mangabeira está em R$ 6.507 (+4%), Farol em R$ 5.971 (+5%), Antares em R$ 3.747 (+2%), Jatiuca em R$ 7.782,00 (+10%), Jacarecica em R$ 8.559,00 (+2%), Cruz das Almas em R$ 7.661 (+1%) e Barro Duro, em R$ 5.004,00 (+2%).

Foram registradas 9.058 ofertas de imóveis para venda, sendo que 90,4% correspondem a residenciais, 4% a comerciais e 5,6% a outros tipos de ofertas. Após análise específica no bairro Cruz das Almas, o estudo verificou alto número de imóveis residenciais para venda com 2 dormitórios, chegando a 34,7% do total da amostra.

Sobre a APSA – Criada em 1931, a APSA é referência e uma das maiores empresas do Brasil em soluções para o viver bem em propriedades urbanas. Líder no mercado nacional de administração de condomínios, conta com uma carteira de mais de 100 mil imóveis distribuídos em mais de 3 mil condomínios. Em locação, são cerca de 9 mil imóveis administrados. A APSA também atua com compra e venda de imóveis. É a primeira administradora nacional digital, além de possuir rede de atendimento espalhada por várias capitais do país – Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Salvador, Recife, Fortaleza e Maceió.

 

Fonte: Ascom Apsa
Imagem: Freepik

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE