PUBLICIDADE

Seguro Saúde para funcionários

Por Revista Síndico
Última atualização: 14/10/2020

Leandro Schneider (1)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Juliana Marques

Oferecer um plano de saúde para os funcionários do seu condomínio pode ser vantajoso por inúmeros fatores. Poder proporcionar este tipo de benefício para o funcionário é uma maneira de protegê-lo e retê-lo, por isso fique por dentro de todas as condições que envolvem a contratação de um plano de saúde para a sua equipe para maior tranquilidade da sua gestão.

Iniciativa não é obrigatória

A folha de pagamentos e os encargos são os campeões dos custos no condomínio, segundo o Secovi, Sindicato da Habitação. Diante disso, a dúvida mais recorrente entre síndicos e administradores diz respeito à obrigatoriedade da concessão de planos de saúde por parte dos condomínios aos seus empregados.

Não existe uma lei que obrigue o condomínio a oferecer tal benefício quando muito a questão vem contida em convenção coletiva de trabalho ou em acordos coletivos da categoria profissional. Nesses casos a negociação é mais fácil, pois o acordo pode ser feito da melhor forma para ambas as partes.

A convenção coletiva em vigor, do Sindicado dos Empregados em Edifícios e Condomínios do Município do Rio de Janeiro – SEEMRJ, afirma que a obrigatoriedade é estabelecida somente para a contratação de seguro de vida e acidentes. “Os empregadores ficam obrigados a contratação de seguro de vida, individual ou em grupo, em apólice específica, junto à companhia de sua preferência, em favor de seus empregados, devendo cada um ser segurado em, no mínimo, 25 (vinte e cinco) vezes o valor do salário mínimo nacional para os casos de morte natural ou aposentadoria por invalidez, por doença ou acidente, e de 50 (cinquenta) vezes o referido valor, para os casos de morte acidental, sendo certo que tal seguro é totalmente mantido pelos empregadores, ressalvados os casos de restrições impostas pela SUSEP para contratação do seguro, hipótese em que fica o condomínio liberado de tal obrigação”.

O síndico deve atuar sempre em parceria com a administradora, visto que este entrosamento é fundamental para ter bons controles trabalhistas e custos controlados. Cabe à administradora estar atenta às exigências da convenção coletiva, da CLT, às alterações na legislação, ou seja, deve ser uma empresa atualizada e atuante para oferecer o respaldo necessário ao condomínio em casos como esses.

Por sua vez, o síndico também precisa se empenhar em conhecer os custos trabalhistas do seu condomínio e conversar com seus funcionários. O descontentamento do funcionário com suas condições de trabalho e sua remuneração podem acarretar em outros problemas como faltas e atrasos, justificados ou não, gerando uma situação que atrapalha a rotina do condomínio. Há ainda outras questões trabalhistas que exigem atenção do síndico, como outros benefícios previstos na convenção coletiva, uniformes, vestiário, refeitório apropriados etc.

No entanto, uma coisa é certa: contratar um plano coletivo de saúde para os funcionários do seu condomínio pode trazer muito mais vantagens do que você imagina por uma razão muito simples: diversas pesquisas apontam que o benefício é o segundo item mais valorizado pelos empregados, ficando atrás apenas do próprio salário. A oferta de um convênio, portanto, pode ser fator crucial para contratar e reter bons profissionais. Porém, não é tão simples escolher e contratar um plano que atenda às expectativas de quem o usa — ao mesmo tempo que não prejudique o orçamento do condomínio.

O custo do plano varia de acordo com o número de funcionários segurados e com o tipo de cobertura escolhida. A corretora de seguros APSA oferece planos coletivos, completos e econômicos especiais para funcionários de condomínios e dependentes. Todos os planos cobrem consultas médicas, utilização de unidades laboratoriais e de imagem, além de internações em clínicas e hospitais. A corretora firmou uma parceria com a Assim Saúde que dispõe de condições comerciais diferenciadas.

Segundo o gerente da corretora de seguros APSA, Leandro  Schneider, a empresa oferece aos condomínios benefícios diferenciados dos demais encontrados no mercado. “Nosso diferencial é o atendimento que o segurado possa vir a ter, tanto na rede credenciada dos planos que oferecemos, quanto na corretora.  Hoje temos uma equipe que monitora e acompanha a utilização do plano por cada condomínio, isso nos ajuda a administrar melhor as demandas de cada cliente e faz com que ele seja melhor atendido”, explica Leandro.

Redução do absenteísmo é um dos ganhos para o condomínio

Para grupos de funcionários acima de 30 pessoas, as carências dos planos são dispensadas e as coberturas são imediatas. Já para grupos inferiores a 30 pessoas, pode existir carências, mas é possível negociar para obter a sua extinção ou a redução dos seus prazos. Além disso, outra particularidade da corretora é o preço especial na contratação do seguro saúde coletivo para condomínios administrados pela APSA. É o caso do condomínio Vila Rosa Residências, localizado em Vila Isabel.

Os funcionários do condomínio contam com o benefício há cerca de dois meses e o síndico já percebeu a satisfação de todos com a contratação do plano. “Percebemos que fornecer o plano de saúde seria uma forma de dar mais tranquilidade para os nossos funcionários que podem utilizá-lo em consultas médicas de todas as especialidades, exames complementares, como raio-x, exames de sangue, fisioterapia, nutricionista, emergências em hospitais da rede ASSIM, além de poderem contar com médicos credenciados em outros municípios do Estado, já que o plano possui abrangência estadual”, explica o síndico Murilo Amaral. No Vila Rosa, a contratação do plano não afetou o orçamento, pois o síndico aproveitou o momento de revisão anual dos custos fixos para compor o índice de despesas com os funcionários, de acordo com a capacidade orçamentária do condomínio. “Contamos com o apoio do conselho fiscal e da subsíndica. Dessa forma, o assunto já estava discutido e bem revisto quando foi apresentado na Assembleia de moradores, que recebeu bem a proposta”, ressalta o síndico.

Escolher o plano mais adequado para os funcionários do condomínio pode ser uma tarefa difícil, por isso contratar uma seguradora de confiança é o principal ponto de partida para ajudar a compreender quais são as suas maiores necessidades, já que existem planos mais adequados para cada perfil. Um condomínio nunca é igual ao outro e, consequentemente, seus funcionários também não, dessa maneira, entender os hábitos deles é a base ideal de informação que você vai precisar. Pense também na abrangência geográfica, ou seja, onde o condomínio está localizado e onde a maioria dos funcionários mora. Se for no mesmo perímetro urbano o síndico pode optar pela contratação de planos regionais, que custam cerca de 30% menos do que planos de abrangência nacional.

“Poder contar com um seguro de saúde para os funcionários é de extrema importância para o condomínio. Quando os nossos funcionários precisam cuidar da sua saúde e da saúde dos seus dependentes acabam perdendo muito tempo em filas de espera e à procura de atendimento no serviço público de saúde, o que impacta diretamente no rendimento dele no trabalho”, destaca o síndico do condomínio Vila Rosa. Leandro Schneider concorda que as principais preocupações que os síndicos têm ao contratar este tipo de plano estão relacionadas ao bem-estar dos seus funcionários. “O cuidado de alguns síndicos em proporcionar uma qualidade de vida melhor para seus empregados faz com que eles valorizem mais o seu empregador e a se sentir mais animado para realizar as suas atividades no trabalho. Os síndicos deveriam ficar mais atentos a isso”, afirma o gerente.

A aceitação dos moradores depende dos argumentos e de como você apresenta o projeto. É importante o síndico discutir o assunto previamente com todos os membros do conselho de administração do condomínio e levar para o debate em Assembleia todas as explicações sobre o tema em questão, assim, será mais fácil conseguir a aprovação dos moradores. Mesmo que a convenção do condomínio não exija essa aprovação é importante levar o assunto para o conhecimento de todos a fim de estimular uma gestão participativa e transparente.

Proporcionar um plano de saúde para os funcionários do seu condomínio pode resultar nos seguintes benefícios:

  • redução de custos com absenteísmo;
  • redução da rotatividade de funcionários;
  • diminuição dos custos com acidentes de trabalho;
  • redução do número de afastamentos médicos;
  • minimização do risco de sofrer ações trabalhistas;
  • melhora da reputação do condomínio perante moradores, administradoras e funcionários;
  • aumento da produtividade
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE