PUBLICIDADE

Brasil em quarto lugar dos edifícios verdes certificados

Por Revista Síndico
Última atualização: 06/07/2012

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com o Green Building Council Brasil, ligado à organização não governamental que desenvolveu a certificação ambiental Leed para edifícios, o Brasil ocupa hoje o quarto lugar no ranking de maior número de prédios verdes certificados, perdendo apenas para os Estados Unidos, Emirados Árabes e China. São 37 edifícios nessa categoria e 367 em processo de certificação. Entre eles, o Príncipe de Greenfield, erguido em 2007, em Porto Alegre (RS), apontado como o primeiro residencial do país com conceito sustentável. O condomínio, de 53 apartamentos, possui aquecimento de água por painéis solares, telhado ecológico, coletores de água da chuva, iluminação eficiente com sensores de presença, paisagismo com árvores nativas, coleta seletiva, tratamento e reutilização de águas negras e cinzas (banheiro e cozinha), redutor de vazão de água em chuveiros e torneiras, além de pré-aquecimento solar para piscina e mini estação de tratamento de água. Levantamento feito pelo Green Building Council Brasil destaca que, apesar de requerer um investimento um pouco maior, entre 2% e 7% do valor da obra, os prédios verdes permitem uma diminuição do consumo de energia de até 30% e queda da demanda de água entre 30% e 50%. Já a redução da emissão de CO2 pode chegar a 30% e a geração de resíduos diminui entre 50% e 90%.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE