PUBLICIDADE

Vacinação para meninas de 11 anos começa no dia 17 no Rio; confira o calendário

Por Revista Síndico
Última atualização: 06/01/2022
,

Menino recebe dose da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em Roma, na Itália, em 15 de dezembro — Foto: Andrew Medichini/AP
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O prefeito Eduardo Paes divulgou, na manhã desta quinta-feira (6), as datas para a vacinação de crianças na cidade do Rio de Janeiro. De acordo com o calendário, a imunização começa na segunda (17), com as meninas de 11 anos (veja acima).

Meninas e meninos serão vacinados em ordem de idade decrescente (das crianças mais velhas para as mais novas) até chegar aos 5 anos. O imunizante que será aplicado será o da Pfizer, único autorizado até o momento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Vacinação para meninas de 11 anos começa no dia 17 de janeiro no Rio — Foto: Reprodução
Vacinação para meninas de 11 anos começa no dia 17 de janeiro no Rio — Foto: Reprodução
Vacinação para crianças de 7 anos começa no dia 31 de janeiro — Foto: Reprodução
Vacinação para crianças de 7 anos começa no dia 31 de janeiro — Foto: Reprodução

A ideia é que as crianças com idade entre 11 e 5 anos tomem a primeira dose no prazo de um mês a partir do começo da campanha de vacinação na cidade.

A vacinação infantil ocorrerá com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Ministério da Saúde

 

Na quarta (5), o Ministério da Saúde incluiu as crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.

Segundo o ministério, o primeiro lote de vacinas pediátricas deve chegar ao país no próximo dia 13. A distribuição aos estados começará a ser feita no dia seguinte, se o cronograma for cumprido.

Frascos da vacina da Pfizer em versão pediátrica (laranja) e a partir dos 12 anos (roxa) — Foto: Tobias Schwarz/AFP
Frascos da vacina da Pfizer em versão pediátrica (laranja) e a partir dos 12 anos (roxa) — Foto: Tobias Schwarz/AFP

O Ministério da Saúde destacou que não será necessária receita médica para a aplicação da vacina. A autorização por escrito só será necessária se não houver pai, mãe ou responsável presente no momento em que a criança for vacinada.

A pasta informou que as doses serão aplicadas com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Fonte: G1.com.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE