PUBLICIDADE

8 dicas para alcançar objetivos em 2021

Por Revista Síndico
Última atualização: 18/01/2021

CAPA-planejamento-2021
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Quais os seus planos para 2021? Ser promovido? Perder peso? Viajar com a família? Fazer aquela obra tão esperada na fachada do condomínio ou mesmo dentro de casa?

Se tem uma coisa que 2020 nos ensinou foi a sonhar com dias melhores, não é mesmo? Mas apenas desejar as mudanças geralmente não é o suficiente para fazê-las acontecer. Realizar objetivos — sejam eles profissionais ou pessoais — exige planejamento, disciplina e muita resiliência. 

Então como se organizar para realizar suas metas? A gente separou 8 dicas que vão ajudar você a se planejar melhor e a fazer de 2021 um ano de sucesso.

Vidro com vários post its colados com desejos a serem realizados
Para começar a planejar 2021, escreva suas metas e cole-as em um local bem visível.

1- Defina objetivos e prioridades.

O que você realmente quer? Essa é a primeira pergunta para definir um bom planejamento de objetivos. Independentemente se o foco é crescimento pessoal ou profissional, estabelecer suas metas para o próximo ano lhe dará clareza ao longo do processo. Você pode traçar um plano de ação e monitorar, de tempos em tempos, se ele está sendo cumprido. Se for necessária uma correção de rumos, também será mais fácil realizá-la. 

É importante definir ainda metas de curto, médio e longo prazo. Essa distribuição de prioridades ajudará você a manter sempre o foco ajustado. Se o seu objetivo for promover melhorias estruturais no condomínio, por exemplo, verifique quais delas poderão ser concluídas em um, seis ou doze meses. 

 

2- Identifique barreiras.

Tão importante quanto identificar seus objetivos é mapear tudo aquilo que afasta você deles. Em primeiro lugar, promova uma jornada interior em busca de características que possam ser empecilhos. Se, por exemplo, de cara, você percebe que o controle financeiro não é seu forte, poderá trabalhar ao longo do tempo para construir uma reserva de emergência e, assim, minimizar o impacto desse ponto fraco em seus planos.

Vale também uma olhada ao redor para identificar barreiras externas. No caso da gestão do condomínio, elas podem estar em condôminos resistentes, regimentos desatualizados, funcionários desmotivados, entre outros.  

 

3- Organize seu tempo.

O tempo é precioso. Quando você começa a se organizar para conquistar objetivos, percebe o quanto essa frase é verdadeira. As distrações são muitas e, na correria cotidiana, pode ficar difícil separar um tempo específico do dia para você trabalhar especificamente em prol das suas metas. Mas é importante você gerir seu tempo de forma a conseguir fazer isso.

Uma dica é evitar procrastinar e não adiar tarefas que podem ser executadas imediatamente. Libere-se nos dias cheios, mas aproveite os dias ociosos para compensar o tempo perdido.  Equilíbrio é tudo. 

 

4- Crie metas reais.

Se você é síndico, sabe que dificilmente conseguirá construir uma academia em seu condomínio no prazo de um mês. As etapas necessárias ao projeto — entre elas a aprovação da questão em assembleia, disponibilização de fundo de reserva para a obra, cotação e contratação de fornecedores, adaptação de espaços e execução do projeto e a aquisição de aparelhos — provavelmente irão demandar um tempo bem maior que esse. 

É igualmente irrealista pensar que, se seu plano for perder 10 quilos, você conseguirá cumpri-lo com saúde em apenas quatro semanas.

Criar metas exequíveis, capazes de serem realizadas no tempo disponível, é crucial para mantê-lo motivado no percurso e reduzir os gatilhos desnecessários de estresse. 

Outra dica importante é optar por objetivos mensuráveis, cujo progresso você possa ir acompanhando ao longo do tempo. No caso da perda de peso, por exemplo, você pode estipular metas graduais, como um quilo por semana. 

 

5- Invista na sua rede de relacionamentos.

Dificilmente, você atingirá seus objetivos sozinho, sem a ajuda de ninguém. Mesmo que sejam metas pessoais, o apoio da sua rede de afetos é sempre bem-vindo. Às vezes, uma palavra de incentivo faz toda diferença, não é mesmo?

O peso da rede de contatos fica ainda mais evidente, entretanto, quando falamos de objetivos profissionais. Por isso, a orientação aqui é estar sempre disposto a conhecer novas pessoas e a construir relacionamentos enriquecedores. Muitas vezes, os benefícios dessas relações não serão necessariamente financeiros, mas poderão ser traduzidos em trocas de experiências, ganhos com lições aprendidas e aprendizado de boas práticas que, no fim das contas, vão se reverter em resultados positivos para você. 

 

6- Equilibre carreira e vida pessoal.

Geralmente, a noção de sucesso da maior parte das pessoas está atrelada à carreira exitosa, projetos profissionais e conquista de bens materiais. “Trabalhe enquanto eles dormem”. Provavelmente, você já leu ou ouviu essa frase. Mas, mais uma vez, equilíbrio é tudo. 

Um dos maiores erros de quem quer alcançar objetivos é acreditar que, para isso, terá de deixar sua vida pessoal de lado ou em segundo plano. A verdade é que sair com amigos, dedicar um tempo para seu autocuidado e curtir a família trazem sensações de felicidade que serão determinantes para elevar sua eficiência em outros campos. 

No caso de um condomínio, por exemplo, será de pouca valia ter um ambiente estruturado e funcional, com projetos inovadores em curso, se os condôminos não mantêm entre si um clima harmonioso. Por isso, é sempre indicado ao gestor combinar o foco em projetos operacionais com atenção especial a ações de convivência e bem-estar da coletividade. 

 

7- Tenha disciplina.

E resiliência. A disciplina será imprescindível para você conseguir, dia após dia, promover pequenos avanços rumo aos objetivos desejados. Já a resiliência se torna importante na medida em que ajuda você a lidar com os possíveis fracassos do caminho, sem perder o foco. 

 

8- Alie-se à tecnologia.

Organizar planos e objetivos se torna mais fácil se você inclui a tecnologia nesse processo. Já existe no mercado uma série de aplicativos que podem te ajudar nesse caminho. O primeiro deles é o 5h2w. Inspirado na ferramenta clássica de gestão de projetos que carrega o mesmo nome, o aplicativo ajuda você a tirar um objetivo do papel respondendo a sete perguntas: “What – o que será feito?”, “Why – por que será feito?”, “Where – onde será feito?”, “When – quando?”, “Who – por quem será feito?”, “How – como será feito?” e “How much – quanto vai custar?”.

A segunda sugestão é o Trello. Disponível para PC e para Android e iPhone (iOS), o aplicativo é organizado em boards, onde podem ser linkadas diferentes listas de tarefas, com prazos, etiquetas e cores próprias para cada uma.

Por fim, um bom aliado na organização é o mapa mental. Por meio de diagramas e setas, ele ajuda a sistematizar ideias e conceitos e a visualizar conexões entre eles. Um dos aplicativos mais famosos de mapa mental é o LucidChart. Gratuito, ele permite até mesmo a importação de dados de planilhas externas. É só baixar e testar.

Conteúdo Extra!

VÍDEO NO YOUTUBE

 

5 PASSOS PRÁTICOS PRA TRAÇAR AS METAS DE 2021! E realizar todas! #NathMeAjuda 57

 

Por: Aline Durães

Fonte: 5 PASSOS PRÁTICOS PRA TRAÇAR AS METAS DE 2021! E realizar todas! #NathMeAjuda 57

Fotos: FreePik

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE